Hoje a nossa coluna Zen teremos um conceito e um exercício.

Nesta coluna já analisamos os pontos-chave que devemos procurar quando vamos nos preparar para um draft de uma coleção específica. Hoje, Platão tem uma palavra ou duas sobre os Arquétipos e como proceder com um draft, agora que finalmente estamos sentados na mesa de jogo.

Platão distingue dois mundos: o mundo sensível, no qual nós seres humanos sentimos, temos percepções, adquirimos um conhecimento particular das coisas e experimentamos que elas são mutáveis; e o mundo das idéias, um mundo separado, transcendente, uma vez que as ideias – em grego, eidos -, são de natureza totalmente diferente da dos objetos sensíveis.

raffael-plato

Como funciona este conceito na vida real? e no Magic?

Imagine um objeto qualquer, por exemplo uma cadeira. Quais os elementos que fazem da cadeira uma cadeira? Provavelmente pernas, assento e encosto são os elementos básicos que toda cadeira deve ter. Vamos chamar isto de Cadeira Ideal, relativo ao que habita o Mundo das Idéias. Por mais que existam uma infinidade de cadeiras diferentes no mundo, todas guardam semelhança entre si através dessa Cadeira Ideal. 

As ideias ou formas residiriam no mundo inteligível, fora do tempo e do espaço – e não no mundo sensível ou material. Sua natureza seria perene e imutável. Os objetos do mundo comum organizam suas estruturas conforme estas ideias ou formas primordiais, mas não são capazes de revelá-las em sua plenitude, sendo apenas cópias, imitações imperfeitas.

Já que estamos falando de Magic, mais especificamente de draft, proponho o seguinte exercício: em 24 boosters abertos temos 240 comuns e 72 incomuns. Arredondando grosseiramente, 2 cópias de cada comum e 1 de cada incomum do set. Com isto vamos montar uma “lista ideal” de um arquétipo qualquer. Devido à inconstância, não vamos pensar em raras.

Tomemos por exemplo BW Zombies em Amonkhet:


Comuns

Criaturas

Não Criaturas

Incomuns

Criaturas

Não Criaturas


Note que na lista existem muito mais de 23 mágicas. Isso porque muitas delas são intercambiáveis. Normalmente em um draft espera-se de 13 a 18 criaturas, 15 a 18 terrenos, e sempre tentamos fazer com que exista uma curva de mana. O objetivo dessa lista é ter em mente quais cartas você ficaria feliz em ter em um BW Zombies, baralho que tem muita sinergia entre suas cartas, onde uma criatura ser um Zumbi importa, a habilidade de Embalsamar é bem-vinda e interações com o cemitério também. Monte uma curva de mana equilibrada com cartas que mais cheguem perto desta “lista ideal“.

Claro que seu deck no mundo material seu deck não vai ser exatamente este. Pode ser até melhor. Algumas raras e/ou míticas podem te levar a querer este arquétipo. uma Liliana, Majestade da Morte, Caracal Régio ou Maestria de Liliana e a presença delas levam o arquétipo a outro patamar. Novamente comparando com a Cadeira ideal, é como se você tivesse diante de um trono ricamente adornado ou uma cadeira executiva super confortável. Melhor que a encomenda!

Conhecendo os arquétipos possíveis em cada coleção podemos descobrir quais são as cartas que interessam a mais arquétipos diferentes, pra darmos preferencia a elas com o objetivo de nos mantermos abertos ao maior número de opções durante o maior tempo possível dentro de um draft, mas isso já é um outro assunto, pro próximo post.

 

Anúncios