Olá! Hoje trago novamente uma decklist do Pro Tour Amonkhet que talvez não tenha ganhado tanta atenção por falta de uma representatividade maior dentro do field do torneio: Jund Gods, pilotado por Patrick Dickman. Um deck agressivo mas com recursos caso o jogo se estenda.

Analisando a lista, percebo que o baralho é pensado pra combater os Mardu, outro deck que apesar de bastante presente em números não teve o mesmo desempenho do ProTour anterior. Outra preocupação do deck é ter criaturas maiores que as do baralho de Zumbis, especialmente no início do jogo, enquanto o jogador de monoblack ainda está montanto sua estratégia e suas criaturas ainda são 2/2. Criaturas grandes com evasão são o plano por aqui, enquanto Empurrão Fatal e Desintegração Ilícita mantém as coisas sob controle. Tudo isso com a Supervisão dos Deuses Rhonas, o Indômito e Hazoret, a Fervorosa.


Patrick Dickmann – Jund Gods – PT Amonkhet

Criaturas (23)

Outras Mágicas (16)

Terrenos (21)

Sideboard (15)

 O fim de semana de Game Days mostrou que este deck é real e uma excelente escolha pra temporada. A habilidade de Rhonas de dar atropelar pra outras criaturas ajuda a garantir que seja causado dano todo turno, e as remoções são ótimas, definitivamente valem o splash pro preto.
O deck pode funcionar como uma espécie de Mardu, trocando as criaturinhas brancas, muito visadas e com muitas remoções eficientes contra eles, por criaturas verdes mais robustas.
Como é um deck bastante agressivo e proativo, o Sideboard é recheado de cartas pra adicionar consistência  e “go big” contra outros baralhos agressivos, se tornando mais Midrange com descartes e planeswalkers. Soberana Celeste é outra excelente escolha, atacando com evasão enquanto ajuda a controlar a mesa.
Anúncios