Olá, seguidores da nova Fronteira do Magic.

Na última semana os japoneses do BigMagic realizaram um torneio com mais de 300 jogadores, provando que o formato realmente está caindo nas graças do povo, pelo menos por aquelas bandas.

Ainda vemos muita gente tentando muitas coisas diferentes, o que é extremamente positivo. As listas do Top8 são bem diferentes entre si e em comparação às últimas postagens aqui do ManaFix.

Vamos ao que interessa, DECKLISTS! Separei 3 delas pra vocês hoje:


Jeskai Agro – Suzuki Kyou – BIG MAGIC – Campeão

Terrenos (22)

Criaturas (26)

Outras Mágicas (12)

Sideboard (15)


O objetivo do deck é bem simples (e efetivo): Curvar criaturas com evasão, remover eventuais bloqueadores e acabar com o jogo o mais rápido possível. As fastlands de Kaladesh, junto com Recifes de Shiv garantem uma base de mana estável e terrenos que entram em jogo desvirados, ideais para este tipo de estratégia.As criaturas de 1 mana geram vantagem de cartas e têm ótima sinergia com Cóptero do Contrabandista, que esculpe muito bem a sua mão, se livrando das cartas indesejadas mais tarde no jogo. Espírito Altruísta defende suas criaturas de eventuais remoções, assim como Supressor de Mágicas. Mago Refletor remove possíveis bloqueadores. Ninguém está no time só pra encher linguiça, absolutamente todas as criaturas têm um segundo papel a cumprir, o que faz deste deck um sério candidato a um dos melhores do formato (até agora).

Com uma estratégia tão proativa, o Sideboard tem como foco trocar algumas das criaturas menos efetivas no matchup por mágicas pontuais que podem atrapalhar os planos do oponente. Basicamente você troca um turno no seu clock por melhores chances de ganhar um jogo mais longo. Gideon, Aliado de Zendikar em especial pode ser um MVP contra baralhos de controle ou que tenha muitas remoções pontuais. Com um pouco mais de ousadia e/ou conhecimento do metagame local é possível abrir espaço pra uma ou dias Arcanjo Avacyn, mesmo correndo o risco de não conseguir fazer o quinto terreno a tempo.


Hiraoka Taku – 5Color Green – BigMagic Top4

Terrenos(24)

Criaturas (35)

Outras Mágicas (11)

Sideboard (15)


Ainda na esfera dos decks proativos, este aqui tira o máximo de proveito da base de mana de fechtlands + battlelands pra jogar com as 5 cores e usar as melhores criaturas que cada combinação tem a oferecer. E realmente Ginete de Mantídeo seguido de Rinoceronte de Cerco é um sonho que pode se tornar realidade!

Pra realizar tal proeza, a estratégia dos primeiros turnos é esculpir a base de mana com Harmonizar-se com o Éter e criaturas que geram mana.

A partir do turno 3, o plano é jogar sempre criaturas absurdamente poderosas e obrigar o oponente a lidar com cada uma delas. como normalmente no turno 2 você joga uma criatura que gera mana, o deck “rampa” do drop 2 para o drop 4, acelerando assim os Rinocerontes de Cerco, Açougueiro da Horda ou Andarilho da Floresta já no turno 3, pondo muita pressão no oponente e o obrigando a responder rapidamente às suas ameaças.

Mesmo acelerando e jogando criaturas poderosíssimas a partir do turno 3, ainda é um deck “justo”, e frágil contra os decks de combo. Caso o seu metagame local for infestado de baralhos lineares e/ou de combo, esta lista torna-se um pouco menos efetiva.

O plano de sideboard segue a linha anterior: perder algumas criaturas pra dar espaço a mágicas de anulação ou remoção, dependendo do seu matchup. Com 35 criaturas no Main Deck, creio que isso não vá diminuir muito a sua consistência.

Um outro caminho que este arquétipo pode tomar no futuro é se tornar um deck “toolbox”, com criaturas utilitárias e mais meios de tutorá-las. Lembrando que neste formato existem cartas como Companhia Agrupada, Acorde do Chamado e Evolução Arcana. Quando o metagame se estabilizar e soubermos exatamente quais as maiores ameaças e como respondê-las, este pode ser um caminho a se tomar, como os decks de Melira Company do Modern. Um bom tutorial de como montar uma lista deste tipo foi escrito pelo nosso João “da Pochete” Souza neste artigo.


Takimura Kazuyuki – Grixis Dredge – BigMagic Top8

Terrenos (23)

Criaturas (20)

Outras Mágicas (17)

Sideboard (15)


Uma estratégia do atual Standard adaptado pro Frontier, este Dredge se utiliza da mecânica de jogar Amálgama Cobiçado e Morta Perseguida para o cemitério e retorná-las ao campo de batalha para conseguir uma vantagem de cartas. Como mecanismo de jogar as cartas para o cemitério usa Reunião Catártica, Ministro dos Inquéritos e Jace, Prodígio de Vryn. O próprio Jace depois de transformado em planeswalker ajuda a reutilizar as cartas do cemitério, e “o que sobrar” pode ser usado pelas mágicas com esquadrinhar como o Cruzeiro do Tesouro ou Tasigur, a Presa de Ouro e Revirar o Tempo vindos do Sideboard.

Anúncios