Bom dia, aficionados pelo formato Padrão.

Como todos vocês sabem, Kaladesh já teve seu primeiro grande torneio oficial com o SCG Indianapolis, e os resultados já estão sendo analisados e adaptados pelas grandes mentes do Magic conforme vamos nos aproximando do Pro Tour.

A nós, meros mortais, resta olhar para o atual estado do formato e nos preparamos pra nossos PPTQs e torneios locais. E neste fim de semana começa o show de Cópteros, que facilmente dominaram os principais decks do SCG com nada menos que 32 cópias nos decks do top8.

en_7imxjlicmd

Este singelo brinquedinho foi o MVP da coleção sem sobra de dúvidas, e é a carta que devemos ter em mente se quisermos ganhar qualquer torneio Standard, seja com ou contra ela (ou os dois, de preferência).

Ganhar com ele parece fácil, e as listas do top8 todas podem nos dizer como fazê-lo. O próximo passo é como planejar pra vencer o Cóptero?

As duas respostas que me vêm à cabeça num primeiro momento sao: remoções instantâneas e criaturas voadoras maiores que ele.

450xnpt162emn

Pensando especificamente em criaturas maiores que ele, separei duas listas que podem ser bastante efetivas, segurando bem o início de jogo enquanto ganha tempo para fazer as criaturas maiores e as remoções em massa. Ambas se encontram sob o mesmo arquétipo de Emergir, a diferença é que uma usa o verde e a outra usa preto.

Na versão com verde, Lutar com o Passado enche seu cemitério e volta criaturas pra sua mão (sendo Ishkanah, Viúva-do-cemitério a mais efetiva contra o Cóptero do Contrabandista), enquanto Druida Primal segura as agressões iniciais e acelera a sua mana. No Sideboard, mais vantagem de cartas com Rastreador Incansável e mais meios de segurar os agros com Dríade Nodosa.

Na versão com preto, a dupla Morta Perseguida/Amálgama Cobiçado garante a recursividade do cemitério e tokens voadores (que podem inclusive pilotar seus próprios Cópteros) e é uma excelente oportunidade para usar uma das melhores remoções do formato: Desintegração Ilícita (não inclusa na lista provavelmente por uma má previsão do metagame por parte do jogador, mas a partir de agora um “must have”).


Temur Emerge – Andrew Hakenewerth – 57o lugar – SCG Indianapolis

Criaturas (22)

Outras Mágicas (16)

Terrenos (22)

Sideboard


Grixis Emerge – Zach Voss – 2o lugar SCG Indianapolis

Criaturas (24)

Outras Mágicas (13)

Terrenos (23)

Sideboard


Dadas as listas e debatidas as diferenças, vamos às similaridades. Ambas se baseiam em sacrificar criaturas (que geram uma vantagem ou que podem voltar pro jogo) para por criaturas maiores e dominar o campo de batalha. E olhe só o exato tamanho de Grifino Miserável:

450xn

3/4 voar parece o tamanho perfeito para bloquear o Cóptero do Contrabandista e ficar vivo!

Além do Grifino, ambas as listas estão equipadas com o Demônio das Profundezas Ancião, que pode, entre outras coisas, virar os terrenos do oponente na manutenção, virar as criaturas do oponente antes do ataque, programando um Alpha Strike no seu próximo turno ou simplesmente limpar o campo de batalha com Retorno de Kozilek (inclusive matar o Cóptero enquanto tripulado, junto com  a criatura que o tripula).

Com o formato tendendo mais para o lado dos baralhos agressivos, o uso de Emrakul, o Fim Prometido é ligeiramente mais arriscado, embora não seja de todo descartado. Tendo os resultados da semana passada em mãos eu arriscaria levá-lo pro Sideboard e usá-la caso muita gente visse a estratégia de “go big” como solução.

Claro que estas listas são exemplos da primeira semana, onde ninguém sabia com certeza o que esperar, e seus números podem (e devem) ser mudados e adaptados pras próximas semanas. Sintam-se à vontade para sugerirem mudanças nos comentários!

Anúncios