Olá, fascinados pelo Legado!!

Hoje trago uma lista do que se tornou o deck de Controle/Midrange padrão do Legacy, pilotado brilhantemente por Nicolas Bergerot no seu Top4 no último Bazaar of Moxen, um dos torneios mais tradicionais do formato na Europa. Vamos à lista, depois aos comentários


Shardless BUG – Nicolas Bergerot – Bazaar of Moxen Top4

Terrenos (23)

Criaturas (14)

Outras Mágicas (23)

SIDEBOARD (15)


 

O baralho possui muitos elementos de controle, com descartes e remoções e mecanismos de vantagem de cartas, enquanto é capaz de por pressão com criaturas-chave. E é incrivelmente eficiente em todos os aspectos!

Pra começar, muitas das suas cartas se repõem ou geram algum outro tipo de vantagem de cartas, especialmente o Shardless Agent, que dá nome ao baralho. Uma criatura 2/2 por 3 manas não é exatamente o que se espera no formato, mas a habilidade de cascata pode gerar uma vantagem enorme, como revelar alguma remoção pontual com Degeneração Abrupta; vantagem de cartas na forma de Tempestade Cerebral, Visão Ancestral ou Baleful Strix (outra criatura-chave do baralho); descarte com Capturar Pensamento; ou imprimir pressão pondo um Tarmogoyf em jogo. Não importa o que o Agent revele, sempre será uma fonte de vantagem para você, além de adicionar consistência pro seu plano de jogo.

O Baleful Strix te faz comprar uma carta, seu toque mortífero pode ser usado como uma remoção e é capaz de segurar a Jitte. Em qualquer momento do jogo alguma destas habilidades sempre será bastante útil.

Outra criatura multiuso é o Xamã do Ritual Mortífero. Ele pode te acelerar a mana, fazendo um Shardless Agent no turno 2, te faz ganhar vida ou tirar a vida do oponente, enquanto nega a ele o recurso de usar o cemitério. Para alguns, é o MVP do baralho.

Para proteger tudo isto temos Capturar Pensamento, Força de Vontade e Liliana do Véu, que faz papel duplo por ser um planinauta que pode ganhar o jogo com o seu ultimate.

Quanto à base de mana,a combinação de fetchlands e dual lands do Legacy te permite uma flexibilidade incrível com um custo de oportunidade muito reduzido. E no caso específico do Shardless BUG, o Poço de Piche Rastejante pode finalizar um jogo no qual  a troca de recursos tenha sido muito intensa e em algum momento ambos os jogadores fiquem com a mão vazia.

Quanto ao Sideboard, como é o baralho com mais versatilidade, muitos recursos e consistência, o Shardless BUG já tem uma vantagem natural contra os outros decks “honestos” do formato. Assim sendo, o Sideboard conta com armas contra os baralhos mais lineares e/ou “desonestos”. Para este torneio especificamente, Nicolas Bergerot se armou especialmente contra Elfos, com Praga Fabricada, Toxic Deluge e Medalhão Golgari. Estas cartas também são muito eficientes contra o RUG Delver, junto com Desfigurar.

Contra combos entram as contramágicas: uma cópia extra de Força de Vontade e 4 Perfurar Mágica. Simples, elegante e eficiente, como o resto do baralho.

Anúncios