Desde que voltei a jogar Magic: The Gathering, as transmissões dos torneios pela internet que eu acompanho fazem um grande papel na minha relação semanal com o jogo. Como disponho de pouco tempo para dedicar como jogador, eu procuro aplicar minhas horas semanais acompanhando o cenário competitivo através das transmissões no Twitch. Isso é possível também graças a flexibilidade de poder assistir o replay dos torneios nos horários mais diversos.

O Magic assim como outros jogos competitivos, possuí no entretenimento uma força pouco explorada aqui no Brasil. Seja com a produção de vídeos em demanda ou até mesmo na cobertura de competições, não encontramos uma variedade de nomes que nos fazem querer consumir cada vez mais conteúdo. Este é um novo mundo para desbravar e finalmente chegou o dia em que teríamos esta oportunidade.

WMCQ 2016 – Segunda Etapa – Modern, Curitiba

13613225_1049791011757312_8564517525690097102_oNo dia 10 de Julho foi a vez de Curitiba receber a segunda etapa do qualificatório para a Copa do Mundo do Magic. A convite da Manticore Game Store e Thiago Jachelli, tive a oportunidade de ajudar com a produção da transmissão do evento pela Internet, tanto nos bastidores quanto nos comentários. Conseguimos transmitir sem maiores problemas aproximadamente 12 horas de Magic, sendo 7 rodadas e o top8, que acabaram consagrando o jogador de Jund Alex Rodrigues. Contamos também com a presença e comentários de Leonardo de Castro “Fadinha”. Veja aqui o replay do torneio direto do YouTube.

Durante todas as rodadas foi possível decidir qual partida daríamos destaque como a “partida da camera”. Tentamos ao longo do torneio trazer a maior variedade de decks possíveis, mas acabamos nos repetindo em alguns momentos. A verdade é que este torneio nos serviu de projeto piloto e trouxe grande aprendizado. Aprendemos como precisamos nos preparar e o que devemos evitar durante as transmissões. Aprendemos que o Modern é um universo com grande variedade de decks e que pode ser perigoso comentar a respeito de decks que pouco experimentamos na prática. E por último aprendemos qual é o esforço necessário para 12 horas de transmissão.

Para onde vamos?

13659002_1049792805090466_7929901027335763487_nQuem sabe se no futuro não teremos uma agenda fixa de transmissões? Seria sonhar muito imaginar um GP com cobertura em vídeo aqui no Brasil? As vezes parece muito distante da realidade que temos no momento, mas este começo mostrou qual é o verdadeiro esforço necessário para tal feito. Também nos mostrou que é possível buscar uma força dentro da própria comunidade local para estabelecer um sistema de transmissões forte e viável. Foi uma ótima experiência e esperamos que tenha sido apenas o começo de algo duradouro. Espero também que dá próxima vez seja possível me despedir  falando”direto da cabine de transmissão”.

Anúncios