Oi gente!

Tudo bem com vocês?

Essa semana trago um dos decks agressivos mais all-win da temporada, o RG Landfall!

RG Landfall

Terrenos (28)

Criaturas (24)

Outras Mágicas (8)

 

Antes de mais nada, o que é Landfall?

Landfall (traduzido aqui em terras tupiniquins como Aterragem) é uma habilidade que desencadeia cada vez que o controlador coloca um terreno em jogo. Como dá para deduzir, o deck dessa semana é totalmente moldado ao redor dessa mecânica (e você não verá outro deck agressivo que usa 28 terrenos além desse!).

Você pode estar se perguntando “Ryu, vale a pena fazer isso?”, e eu digo que sim!

Dá uma olhada nas criaturas que carregam o time nas costas:

Galopa-avalanche de Makindi, Gnarlid Trinchador e Predador de Valakut possuem um custo de mana baixo, e quando desencadeia o Landfall seus atributos de poder/resistência tornam-se maiores que outras criaturas de mesmo custo e até de custo mais alto. Só sucesso!

E sabe o que combina bem com elas? Terras em Desenvolvimento!

Image3

Por que? Porque a habilidade de Terras em Desenvolvimento desencadeia Landfall também, o que significa que baixar essa carta e imediatamente usar sua habilidade para buscar um terreno desencadeia Landfall duas vezes! Yay!

Falando em desencadear Landfall duas vezes…

Image (1)

Usar essa carta com um terreno na mão e 2-3 criaturas na mesa chega a ser pura maldade. Se Terras em Desenvolvimento estiver envolvido no processo então, não vai sobrar muito de quem estiver levando a chapuletada.

Um dos maiores pesadelos de decks agressivos é o flood (comprar terrenos em excesso). Como a curva do deck é baixa e você usa mais terrenos que decks de controle, você VAI floodar. Como se resolve esse problema? Com essas criaturas aqui:

Lobo-espinho e Invocador de Valakut não são espetaculares, mas fazem seu trabalho: são criaturas que agridem seu oponente no início do jogo, e no meio/final da partida te permitem usar toda a mana ociosa que você terá nessa altura do campeonato para gerar algum efeito útil.

E para finalizar…

Image
Rebanho de Alces Galopantes

Ao contrário do que está escrito na carta, a habilidade dela dá atropelar, não iniciativa (você pode conferir o texto oficial da carta aqui). Ela está no deck “só” para dar atropelar às suas criaturas (com Landfall é fácil atingir a exigência da habilidade Formidável), mas pode levar o jogo sozinha.

Lembra que falei no início que esse deck é all-in? Falei aquilo porque a mecânica Landfall é ótima quando você está atacando, mas horrível quando você está na defensiva. Lembre-se disso quando jogar contra outros decks agressivos, você não quer (e nem consegue) jogar na retranca.

Quanto ao sideboard: o deck RG Landfall é muito focado em seu plano de jogo (ou no jargão técnico do jogo, muito “linear”), então seu plano quando ao usar o sideboard é apenas fazer alguns ajustes, sem estragar sua estratégia. Esses ajustes podem ser:

4 Impulso Flamejante, 4 Confronto Épico:

Contra decks mais rápidos do que você, você quer ter remoção eficiente e de baixo custo de mana. Impulso Flamejante e Confronto Épico são as melhores remoções que você tem em mãos nas cores verde e vermelho.

3-4 Naturalizar:

Image (3)

Você precisa de remoção de encantamento para lidar com encantamentos chatos (alguém pensou em Pacifismo?).

3-4 Terra Fervente:

Image3

Faça isso contra decks que produzem fichas ou fazem muitas criaturas com resistência 1, e veja-os chorar.

4 Invocador de Oran-Rief:

Image (2)

Contra decks de controle entupidos de remoção. Nessas situações você quer ter mais ameaças, e quanto mais versátil, melhor.

E isso é tudo pessoal. Até a semana que vem!

Anúncios